Banco de Notícias

Magazine Luiza e Brasal são as Melhores Empresas para Trabalhar no varejo

As empresas Brasal e Magazine Luiza foram reconhecidas nas categorias grande e médio portes pelas boas práticas em gestão de pessoas. Confira o ranking

A quarta edição do prêmio GPTW (Great Place to Work) Brasil elegeu, nesta quarta-feira (22), as 50 melhores empresas do ramo de varejo para trabalhar, destacando as melhores práticas de RH. A rede Magazine Luiza foi eleita no GPTW Brasil a melhor entre as grandes marcas e a rede de combustíveis Brasal a melhor no segmento médias empresas.

O prêmio, que é o pioneiro em práticas de RH no varejo em todo o mundo, é baseado em pesquisas realizadas junto a 265 mil colaboradores em 120 empresas de médio e grande porte que atuam no varejo nacional. Caroline Maffezzolli, gestora de Marketing da GPTW Brasil, destacou que as ações das empresas vencedoras são comprovadamente eficientes e foram responsáveis por reduzir a rotatividade de profissionais no segmento. "Entre as 50 empresas premiadas no GPTW, o turnover é de 15%, a metade do registrado no mercado de varejo como um todo", destaca.

Jacques Meir, executivo do Grupo Padrão, responsável com a GPTW por trazer o estudo das melhores práticas de Recursos Humanos no varejo para o Brasil, abordou a capacidade de integração do mercado em tempos de polarização acentuada e de crise de confiança e destacou o papel das empresas como símbolos de "integridade e integração". Para o executivo, "é fascinante observar que empresas tão distintas são capazes de formar times com a mesma capacidade, mostrando que a polarização não faz o menor sentido".

O incentivo às boas políticas num mercado ainda carente de mão de obra qualificada e também a maturidade das empresas foram os pontos destacados pelo diretor de Varejo da Totvs, Bruno Primati. "Há uma preocupação real com as pessoas, o que tem gerado bons resultados. As organizações fazem sua parte e já tratam os funcionários como parceiros internos de negócio", afirma Primati.

Patrícia Azevedo, diretora executiva de Gestão de Pessoas do Magazine Luiza, ressaltou a importância da GPTW ao se debruçar  sobre as práticas do setor de varejo. "É uma grande iniciativa. GPTW Brasil sempre inovando e sempre à frente, com um prêmio tão relevante para um setor tão expressivo, que concentra uma grande quantidade de mão de obra no Brasil e que é um termômetro muito sensível de tudo que acontece no país."

A Gazin ocupou a segunda colocação entre as melhores empresas de grande porte. Carlos César de Castro, representante da empresa, destacou a liderança do seu fundador, Mário Gazin, na formação de um ambiente favorável e na disseminação de uma cultura corporativa integrante e produtiva. "Sucesso é resultado do esforço coletivo. O Mário Gazin, que é nosso fundador, é uma pessoa extraordinária e tem essa força toda para fazer todo mundo trabalhar pelo bem comum", ressalta Castro.

Ana Paula Bernardo da Rocha, gerente de Recursos Humanos dos Mercadinhos São Luiz, terceira melhor entre as grandes empresas, destaca a iniciativa do GPTW de fortalecer o senso de responsabilidade das empresas. Segundo a gerente de RH, o prêmio "evidencia negócios que são sustentáveis dentro de uma relação ganha-ganha. Fortalece o foco nesse tipo de relação com todos os stakeholders. Sou fã desse movimento de reconhecimento, porque inspira outras empresas e isso é muito importante. Quanto mais empresas seguem esse movimento, mais a sociedade ganha", afirma.

As melhores entre as médias empresas

A rede de combustíveis Brasal foi eleita a melhor em práticas de RH entre as empresas de médio porte pelo segundo ano consecutivo. Alsene Beserra da Silva, gerente geral da Brasal, ressalta a importância de as empresas renovarem suas estratégias de gestão de pessoas ano após ano. O executivo afirma que as ações precisam ser "cíclicas e contínuas". Segundo Beserra, "não se pode implementar uma prática e cessar. É preciso ouvir a equipe para melhorar os processos. Sempre há a possibilidade de se melhorar uma prática e isso deve ser uma busca contínua", propõe.

Beserra aponta que a situação financeira das empresas ao longo de 2017 forçou a queda de  investimentos no setor de RH, mas acabaram por aperfeiçoar processos. Para o executivo, o maior desafio das empresas nas questões relacionadas a recursos humanos será saber conciliar atualização digital e pessoas. "Essa atualização digital não pode se sobrepor às pessoas. É preciso que ela tenha como base a liberdade dos colaboradores, ajudando a criar um ambiente livre, desprovido de preconceito e com  um clima inclusivo", avalia.

A Acal Home Center ficou na segunda colocação entre as melhores médias empresas para trabalhar. Daniela Cabral, diretora administrativo-financeira, destaca o modus-operandi da empresa ao longo dos últimos anos na tentativa de abrir à mulher o seu devido espaço no mercado. A pesquisa GPTW apontou que só 8% das mulheres ocupam cargos de alta liderança entre as empresas pesquisadas, algo contra o qual a Acal tem aplicado força. "Buscamos potencializar o reconhecimento por faixa de idade e por gênero. A mulher tem que ser mais valorizada. Tivemos um crescimento em torno de 30% a 40% de mulheres em cargos de gestão", afirma a executiva.

 

Fonte: Portal NOVAREJO

Compartilhe este texto:

FaceBook  Twitter  Google+

Conheça a Brasal

Nossa trajetória

Conheça a Brasal

Linha do Tempo Brasal

Conheça os principais marcos da história da Brasal pela nossa linha do tempo.
Saiba mais

Brasal no Centro-Oeste

Mapa de Atuação

Brasal no Centro-Oeste

Uma História que se Confunde com a Nossa História. 
Saiba mais

Mensagem do Presidente

Osório Adriano Filho

Mensagem do Presidente

Veja aqui a mensagem do presidente para este ano tão especial. 
Saiba mais

Siga-nos

  • Facebook
  • You Tube

Localização

SIA SUL Q. 01 Trecho 02 Lote 630
Fone: (61) 3462-8764

Clique aqui e veja no mapa os endereços da Brasal

Selo AcessibilidadeCódigo de Conduta

O seu navegador não tem suporte para frame.